28 Enero, 2020
  • 2:15 PM Los mecanismos de resolución de conflictos y de búsqueda de la paz en África El caso de la RD Congo por Mbuyi Kabunda Badi
  • 11:34 AM Muralismo como medio de comunicación ambiental y popular. El nacimiento de Martina la ballena
  • 12:36 AM El mundo perdió 15,8 millones de hectáreas de bosque tropical en 2017: el doble del tamaño de Andalucía
  • 1:16 AM La Unión Europea acaba de tomar una decisión drástica para proteger a las abejas
  • 8:19 PM La Propuesta del Sistema Radial PaZion

A crise política acompanha o presidente Michel Temer na viagem à Noruega. Na manhã desta sexta-feira (23), a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, afirmou que a Operação Lava Jato preocupa e que é preciso achar uma solução para a corrupção.

Ao lado de Temer, em Oslo, Solberg disse: “Estamos muito preocupados com a Lava Jato. É importante fazer uma limpeza”.

No discurso na conferência de imprensa após encontro com a primeira-ministra da Noruega, o presidente disse que o Legislativo, o Executivo e o Judiciário funcionam com uma “liberdade extraordinária”. “A democracia no Brasil é algo plantado formalmente pela Constituição de 1988, mas praticada na realidade, ou seja, há uma coincidência absoluta entre a Constituição formal, ou seja, aquilo que está escrito, e a Constituição real, ou seja, aquilo que se passa no país”, afirmou.

Durante o discurso, o presidente cometeu uma gafe (veja vídeo abaixo). Disse que iria se reunir com o “rei da Suécia” e não da Noruega. A falha foi corrigida na versão oficial do discurso enviada pelo Palácio do Planalto à imprensa.

Um grupo fez uma manifestação em Oslo, na frente do prédio onde Temer e Erna se reuniram, exibindo cartazes pedindo respeito à democracia, aos direitos humanos e aos direitos indígenas.

Compartir esta publicación:
Jafeth Paz Renteria

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT